O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

4 de abril de 2012

Você Pergunta, o Pastor Gilson Responde


“A MORTE DE JUDAS”


PERGUNTA:

Li dois relatos bíblicos sobre o suicídio de Judas. No primeiro, que está em Mateus 27.5, a Bíblia diz que Judas enforcou-se: “E tendo ele atirado para dentro do santuário as moedas de prata, retirou-se, e foi enforcar-se”. No segundo, que está registrado em Atos 1.18, diz que ele precipitou-se sobre rochas e suas entranhas caíram: “Ora, ele adquiriu um campo com o salário da sua iniquidade; e precipitando-se, caiu prostrado e arrebentou pelo meio, e todas as suas entranhas se derramaram.”. Existe aqui uma contradição bíblica? Gostaria de obter uma explicação.

RESPOSTA:

Legal sua pergunta. Quero iniciar afirmando que a Bíblia não se contradiz. Para este caso de Judas, temos duas explicações, quero expô-las aqui. Vejamos:

PRIMEIRA EXPLICAÇÃO: Judas não enforcou-se, pois o texto bíblico diz que ele “saiu para enforcar-se”, veja que o texto não diz “saiu e enforcou-se”. Isto quer dizer que ele saiu para enforcar-se, porém, mudando de ideia, pulou de um despenhadeiro e suas entranhas se derramaram, conforme esta em Atos 1.18. Essa é a primeira explicação.

SEGUNDA EXPLICAÇÃO: Judas enforcou-se, ou seja, saiu para enforcar-se e enforcou-se, assim como Mateus afirma. Na verdade, o texto original não diz Judas saiu para enforcar-se, e sim, Judas saiu e enforcou-se. O termo grego usado é apenxato, o qual deixa claro o enforcamento. O relato de Atos apenas acrescenta que Judas caiu durante o enforcamento, e o seu corpo rompeu-se pelo meio e suas entranhas se derramaram. Isso é o que aconteceria com alguém que se enforcasse numa árvore sobre um penhasco de rochas pontudas, a corda arrebentasse e o indivíduo caísse sobre elas. Na verdade Judas enforcou-se, seu peso fez que a corda rompesse e ele caiu, derramando assim suas entranhas. Outro detalhe, a tradição identifica o lugar onde Judas morreu, atestando que seu peso fez que o galho da árvore se partisse e o corpo de Judas se precipitasse para o fundo do abismo. Há indicação de que houve forte vento à hora em que Jesus morreu, isso pode ter facilitado a quebra do galho da árvore.

Aí estão as duas explicações para o suicídio de Judas. Portanto, não há contradição. Apenas o texto de Atos é um texto complementar.

Valeu, continue escrevendo.

OBSERVAÇÃO: Se você tem alguma pergunta, envie para nosso e-mail: pergunteaopastorgilson@gmail.com, não citaremos seu nome.