O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

13 de dezembro de 2013

Sexta-Feira 13: Crendices e Superstições


SEXTA-FEIRA 13: CRENDICES E SUPERSTIÇÕES
Deuteronômio 18.9-14
 
Pr. Gilson Soares dos Santos
 
“Vivemos em um mundo cheio de superstições, onde muita coisa passa a fazer parte da vida das pessoas. Por exemplo: Pé de coelho, figa, fita do senhor do Bonfim, trevo de quatro folhas, “santinhos” e “santinhas”, gnomos, duendes, anjo da guarda, etc.”
    
“Muitos confundem essas práticas como se fossem fé”.
    
O mês onde as superstições e crendices aumentam é o de agosto, que para muitos é mês de desgosto. Por quê? Por causa de algumas coincidências:
 
·         O episódio conhecido como a Noite de São Bartolomeu, 24/8/1572, em que a rainha católica Catarina de Médicis ordena o assassinato de mais de 3 mil protestantes em Paris, sem poupar mulheres ou crianças.
·         O estopim da I Guerra Mundial se deu nos primeiros dias do mês de agosto em 1914. - As duas bombas atômicas lançadas na II Guerra Mundial pelos Estados Unidos em Hiroshima e Nagasaki, no Japão, datam 6/8 e 9/8/1945.
·         O presidente Getúlio Vargas suicida-se, com um tiro no peito, na madrugada de 24/8/1954.
Jânio Quadros renuncia à Presidência da República em 25/8/1961, num gesto nunca explicado, alegando sofrer pressões de "forças ocultas".
 
Um dia totalmente envolto em superstições é a sexta-feira 13. Tudo porque, à semelhança do mês de agosto, aconteceram algumas coincidências, as quais não vamos relatar aqui para que a postagem não fique muito grande.
   
Vamos estudar um pouco sobre esse tema.
 
1 – Definindo Crendices e Superstições
 
Comecemos definindo o que é crendice e o que é superstição.
 
·         Crendice: “É toda aquela crença em coisas que a lógica não explica”.
 
·         Superstição: “É a mesma crença, porém envolve o medo”.
 
 
2 – Exemplos de crendices e superstições
 
Crendices:
 
“Usar um pé de coelho ou uma figa atrai a sorte”.
 
“Pisar com o pé direito para dar sorte”.
 
“Colocar vassoura de cabeça para baixo atrás da porta para espantar as visitas”.
 
“Usar o número de sorte do dia para que tudo dê certo”.
 
“Usar um fitinha do Sr. do Bonfim para ficar abençoado”.
 
“Ferradura atrás da porta afasta mau olhado”.
 
“A jovem que pegar o buquê de flores da noiva será a próxima a casar”.
 
Superstições:
 
“Passar debaixo de escada dá azar”.
 
“Cruzar com gato preto numa sexta feira 13 dá azar”.
 
“Quando a grávida tem desejo e não é atendida, a criança nasce de boca aberta ou fica “babão”. E quem não atende fica com terçol.”
 
“Chinelo ou sapato virado dá azar e provoca a morte da mãe”.
 
“Espelho quebrado dá sete anos seguidos de azar.”
 
 
A lista é enorme. Porém não é possível descrever aqui.
 
3 – Crentes e Crendices
 
Muitos que se dizem crentes não têm superstições, mas ainda têm muitas crendices. Vejamos:
 
·         Existem aqueles que deixam a Bíblia aberta no Salmo 91 para serem abençoados. Isso é crendice.
·         Há os usam sal ungido, óleo ungido, água ungida, sabonete sagrado, etc. Isso é crendice.
·         A fé em copo d’agua abençoado, molho de chaves benzido.
 
4 – Orientação Cristã
 
O povo Brasileiro precisa urgentemente ser liberto das crendices que assolam a sua vida espiritual. A única pessoa que leva vantagem em tudo isto é o inimigo de nossas almas: o diabo, nosso adversário. A Bíblia diz que ele cegou o entendimento dos incrédulos (II Co. 4:4). Por outro lado, Jesus, veio para nos libertar das crendices e superstições. O diabo prende as pessoas debaixo do medo desses espíritos, mas a Bíblia nos diz que o Filho de Deus se manifestou para destruir as obras do diabo (I Jo. 3:8). O único poder que pode libertar verdadeiramente o ser humano é a verdade através do evangelho de Cristo, pois ele mesmo disse: “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (Jo. 8:32). O cristão não precisa viver mais dependendo de rezas, encantamentos, amuletos, plantas, ou qualquer espécie de artifício para afugentar o mal. Não precisa ir mais na benzedeira para “trancar o corpo” ou coisa parecida. A Bíblia chega mesmo a dizer que “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando; antes o guarda aquele que nasceu de Deus, e o Maligno não lhe toca.” ( I Jo. 5:18).
 
5 – Versículos
 
Se algum crente está envolvido com alguma dessas coisas, precisa de libertação completa em Cristo Jesus (Jo 8.36).
 
 “Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.” (II Co 4.4)
 
“Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo.” (I Jo 3.8)
 
“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (Jo 8.32)
 
“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca.” (I Jo 5.18)
 
“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” (Jo 8.36).