O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

12 de maio de 2012

O Anel de Giges e o Caráter do Homem


O ANEL DE GIGES E O CARÁTER DO HOMEM

Rev. Gilson Soares dos Santos

          Há uma lenda, transcrito por Platão no Livro II de sua obra A República, sobre um personagem chamado Giges, que era pastor a serviço do rei da Líbia. Certa vez, se deparou com um enorme buraco. Lá dentro encontrou o corpo de um homem, que trazia em um dos dedos um anel. Giges se apoderou deste anel e percebeu que ele lhe conferia o poder de se tornar invisível. Toda vez que virava o engaste do anel para a parte interna da mão, Giges ficava invisível. Com essa proteção afastada da ética e do escrúpulo, Giges pratica uma série de más ações, seduziu a rainha, tramou com ela a morte do rei e tomou o poder.

            Se existisse um anel desse e você se apoderasse dele, o que você faria?

       É exatamente nos confrontando com uma situação dessa que descobrimos nosso verdadeiro caráter. Pois muitos agem bem se forem recompensados ou para parecerem bons e justos ao olhar do outro. Quantas vezes nossa ação depende do medo da punição. É por isso que se faz necessário fazermos a distinção entre reputação e caráter. Porque seu caráter é o que você realmente é, enquanto a reputação é apenas o que os outros pensam que você é.

            Vale citar o que disse Jesus sobre a questão das aparências: 

“25 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque limpais o exterior do copo e do prato, mas estes, por dentro, estão cheios de rapina e intemperança! 26 Fariseu cego, limpa primeiro o interior do copo, para que também o seu exterior fique limpo! 27 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia! 28 Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas, por dentro, estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.” (Mt 23.25-28).

          Assim busquemos um viver de santidade interior, certamente refletida no exterior.