O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

25 de novembro de 2013

Aprendendo sobre o Batismo com o Espírito Santo

APRENDENDO SOBRE O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO

Pr. Gilson Soares dos Santos

INTRODUÇÃO

A Bíblia Sagrada nos mostra, para o cristão, o Batismo com água e o Batismo com o Espírito Santo ou no Espírito Santo.

No momento em que alguém confessa a Jesus como Senhor de sua vida e nasce de novo, essa pessoa recebe o Espírito Santo, pois a Bíblia diz que “Se alguém não tem o Espírito de Cristo esse tal não é dele” (Rm 8.9). É por meio do Batismo com o Espírito Santo que o crente recebe os dons e a capacitação para o ministério.
    
O batismo com o Espírito Santo é cumprimento de promessas: Jl 2.28,29; Mt 3.11; Mc 1;8; Lc 3.16; Jo 1.33; At 1.5.

01 O QUE É O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO?

É preciso, em primeiro lugar, fazermos uma distinção entre a regeneração pelo Espírito Santo e o batismo com o Espírito Santo.

A - A Regeneração com o Espírito Santo: Refere-se ao Espírito Santo dando nova vida aos crentes.

B - O Batismo com o Espírito Santo: Refere-se ao Espírito Santo concedendo dons e capacitação para o ministério, para edificação da Igreja.

02 QUANDO ACONTECE O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO?

Existem duas linhas de pensamento a respeito do momento em que a pessoa é batizada com o Espírito Santo.

2.1 – O batismo com o Espírito Santo como experiência na conversão

Para muitos, o batismo com o Espírito Santo acontece no momento da conversão. Os dons surgirão com o passar do tempo.

Vejamos os argumentos daqueles que adotam esta linha doutrinária:

Argumento 1:

O Apóstolo Paulo diz em I Co 12.13 “Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito”.
    
Notem-se particularidades muito importantes da afirmação de Paulo: Todos e fomos. Na primeira estão incluídos todos os crentes, mesmo os mais fracos, como era o caso de muitos em Corinto, a quem Paulo estava escrevendo; na segunda, o tempo verbal é passado, indicando ação completa.

Argumento 2:

“Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva" - João 7:38-39.
    
Se alguém disser que conhece uma pessoa crente, mas que não é batizada com o Espírito Santo, deve-se entender que esta pessoa nunca foi um crente genuíno, pois todos os que creem são ou foram batizados com o Espírito Santo (pois o batismo com o Espírito Santo ocorre no ato da conversão ou um pouco antes. Há de se considerar ainda o caso de João Batista, que desde o ventre de sua mãe era cheio do Espírito Santo).
   
Creio que, sem dúvida alguma, uma das passagens mais usadas e citadas é Atos 2. Nesse capítulo nos vemos diante do relato do início da Igreja, quando o Espírito Santo veio para habitar conosco e em nós. Contudo, o que Pedro afirma? Quais são os pré-requisitos que Pedro apresenta para alguém receber o batismo com o Espírito Santo, para receber o "dom do Espírito"? Vejamos: "Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo". - Atos 2:38
    
Portanto, se alguém disser que fulano de tal não recebeu o dom do Espírito Santo, a promessa derramada por Jesus, o batismo com o Espírito Santo, será o mesmo que dizer que tal pessoa não se arrependeu dos seus pecados, e ainda está no mundo sem Deus e sem esperança.

Argumento 3:

"Porque a promessa vos pertence a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe: a quantos o Senhor nosso Deus chamar" - Atos 2:39
    
Sim, é para TODOS QUANTOS DEUS CHAMAR. Todos aqueles que foram verdadeiramente chamados por Deus, receberam o dom do Espírito Santo, do qual Pedro fala em Atos 2.

2.2 – O batismo com o Espírito Santo como uma experiência pós-conversão

Para muitos, o batismo com o Espírito Santo é uma experiência que acontece algum tempo após a conversão, podendo também acontecer no ato da conversão. Essa experiência é chamada por este grupo de Segunda Experiência da Salvação. Para este grupo, o batismo acontece conforme a ilustração a seguir.
“Um homem chamado Nicodemus aceita a Cristo como seu salvador. No momento que ele confessa a Jesus como Senhor de sua vida ele nasce de novo, e recebe o Espírito Santo. Pois a Bíblia diz que “Se alguém não tem o Espírito de Cristo esse tal não é dele” (Rm 8.9).
    
Nicodemus vai sempre à igreja, está sempre nos cultos buscando a face do Senhor. Um dia ele está num culto muito abençoado, de repente sente uma alegria imensa, uma vontade de glorificar alto, e, sem nada planejado, começa a falar uma língua desconhecida, sente algo inundando o seu coração como se um rio tivesse transbordando dentro de si. A partir desse momento a vida de Nicodemus ganha uma nova dinâmica, ele começa a ter dons que antes não tinha, sente que sua vida espiritual está mais ativa, está disposto a envolver-se mais e mais na obra do Senhor. Podemos afirmar, então, que Nicodemus foi batizado com o espírito Santo.”
Vejamos os argumentos usados por esta linha doutrinária:

Argumento 1:

Em Atos 1.4,5 encontramos “4  E, comendo com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, a qual, disse ele, de mim ouvistes. 5  Porque João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias.”
Os discípulos de Jesus eram crentes, nascidos de novo, já haviam recebido o Espírito Santo em João 20.22. Porém ainda não eram batizados com o Espírito Santo.

Argumento 2:

Em Atos 2.1-13 encontramos os crentes tornando-se “cheios do Espírito”.
    
A Bíblia chama essa ocorrência de Batismo com o Espírito Santo. Veja Atos 1.5 e Atos 11.15,16.

Argumento 3:

Em Atos 8.12-17, encontramos os ouvintes de Samaria aceitando a Palavra pregada por Filipe. Se tornaram crentes salvos, foram batizados com água (VV 12,13). Porém só receberam o batismo com o Espírito Santo quando os apóstolos impuseram as mãos (VV 14-17).
    
As pessoas já eram salvas e batizadas com água. Certamente tinham o Espírito Santo. Mas o batismo com o Espírito Santo somente veio depois.

Argumento 4:

Em Atos 19.3-7 encontramos outra prova que as pessoas, mesmo crentes, precisavam do batismo com o Espírito Santo.
    
Note que essas pessoas já haviam se arrependido (At 19.3,4). Foram batizadas por Paulo (V 5). Mas somente receberam o batismo com o Espírito Santo quando Paulo impôs sobre elas as mãos. (VV 6,7).

Observação: No grupo daqueles que afirmam ser o batismo com o Espírito Santo uma experiência pós-conversão,  há uma divisão: 1) Os que defendem que somente é batizado com o Espírito Santo aqueles que falam em línguas. 2) Os que afirmam que não é preciso falar em línguas para confirmar que houve o batismo com o Espírito Santo. O segundo grupo mostra que: a) Variedades de línguas é um dom. Sendo um dom do Espírito, nem todos têm. Se todos tiverem, deixa de ser um dom. b) Há textos que mostram com clareza que nem todos os que são batizados com o Espírito Santo falam em línguas. Em I Co 12.10 diz que “... há um é dado variedade de línguas”. O texto não diz que é dado a todos. Em I Co 12.30 o apóstolo pergunta: “Falam todos em línguas?”.

CONCLUSÃO

As duas correntes doutrinárias, citadas acima, usam muitos outros argumentos, bíblicos ou lógicos, para defenderem seus pontos de vista.

Uma coisa é certa: todo nascido de novo tem o Espírito Santo, pois, é pelo Espírito Santo que somos regenerados.