O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

23 de outubro de 2012

Psicopaniquia: O Que é, e o Que a Bíblia diz Sobre Isto?


PSICOPANIQUIA: O SONO DA ALMA

Pr. Gilson Soares dos Santos

Como fica uma pessoa quando morre? Consciente? Inconsciente? Dormindo e sonhando? São dúvidas que têm atacado o intelecto de muita gente. O que a Bíblia diz?

     

Inúmeras seitas tentam explicar, fora da Bíblia, a situação do ser humano após sua partida deste mundo. Todas acabam em heresias, como é o caso dos psicopaniquianos, que estudaremos agora.

1 O que é Psicopaniquia

Esta teoria (ou doutrina) ensina que a alma do ser humano fica num estado inconsciente após a morte, o chamado “sono da alma”. Esse ensino diz que “a alma fica dormente no corpo decomposto, física e quimicamente dissolvido e reintegrado aos elementos originais (pó da terra)".
     
Filosoficamente esta doutrina diz que a consciência, o raciocínio e a compreensão são funções cerebrais. Morto o cérebro, ficam liquidadas a cognição e a volição, por isso a alma fica em estado de inatividade completa.

2 Seitas que defendem a psicopaniquia

- Os Psicopaniquianos defendiam e difundiam essa heresia na Idade Média.

- Os anabatistas apregoavam esse ensino na época da reforma.

- Os irvingitas ingleses ensinavam.

- Os Adventistas do Sétimo dia apregoam esse ensinamento, baseados nos escritos de Ellen White e Spicer, e dizem: “Os que descem à sepultura estão em silêncio”; “O Estado a que somos reduzidos pela morte é de silêncio, de inatividade e de inteira inconsciência”.


- Alguns teólogos liberais defendem essa heresia.


3 Com fica a alma no estado intermediário

O estado intermediário é o período que vai desde o momento da morte até o momento da ressurreição. Nesse período como fica a alma do ser humano?

3.1 – Fica em estado de plena consciência

- Em Ec 12.7 a Bíblia nos diz: “E o pó volte à terra, como era, e o espírito volte a Deus que o deu”. Se o espírito volta a Deus, então ele volta consciente. Por quê? Porque todo espírito é consciente. Vejamos o seguinte: Os anjos são espíritos e são conscientes. Eles não têm cérebro como os humanos, mas são conscientes. Deus é espírito e é consciente. Logo, o espírito do homem é consciente. A alma continua consciente pós-morte.

- Em Lc 23.34 Jesus disse ao ladrão: “Hoje estarás comigo no Paraíso”. Se o ladrão fosse morrer e ficar inconsciente, como poderia perceber que estava no Paraíso?

- Em I Pe 3.19 a Bíblia nos diz que Jesus após sua morte foi e pregou aos espíritos em prisões. Isso implica em dizer que o espírito do homem pode ouvir e entender, porque está consciente. É claro, sobre a pregação de Cristo aos espíritos em prisões existem outros pontos de vista, sobre os quais trataremos em outra oportunidade.

- Em Ap 6.9-11 a Bíblia nos mostra as almas dos servos de Deus em perfeito estado de consciência, pedindo justiça.

- Na parábola do rico e Lázaro é possível percebermos o total estado de consciência do homem após a morte (Lc 16.19-31).


Todos os que já partiram desta vida estão em estado de consciência. Tanto os que partiram salvos quanto os que partiram para a perdição eterna.