O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

7 de janeiro de 2016

De onde vem as enfermidades?

DE ONDE VÊM AS ENFERMIDADES?
Êxodo 23.25

Pr. Gilson Soares dos Santos

“25 Servireis ao SENHOR, vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e tirará do vosso meio as enfermidades.” (Êxodo 23.25).

INTRODUÇÃO

A.    Uma das maiores dificuldades que temos ao orarmos pelos enfermos é a incerteza quanto a procedência da enfermidade.

B.    Às vezes encontramos pessoas repreendendo demônios de enfermidades e expulsando demônios da caspa, da obesidade, de cravos, de espinhas, etc. Quando tais enfermidades não são possessões demoníacas.

C.    Outras vezes nos contentamos em orar agradecendo a Deus por uma enfermidade que é de procedência maligna.

D.    É preciso haver uma compreensão bíblica sobre a origem da enfermidade, pois a Bíblia apresenta, de forma clara e precisa, de onde vêm as enfermidades.

I – EXISTEM ENFERMIDADES QUE SÃO CONSEQUENCIAS DE PECADOS

A.    Muitas enfermidades são consequências de pecados. Assim a Bíblia apresenta. Vejamos alguns textos que não deixam dúvida alguma sobre isto:

a)     O primeiro texto está em João 5.1-16. Analisemos o texto:

·         No verso 14, Jesus deixa claro que a origem daquela enfermidade era resultado de pecado. E alertou: “...não peques mais, para que não te suceda coisa pior.

b)    Outro texto é o que está em Deuteronômio 28.58-61. Vejamos:

·         Veja que o texto deixa claro que, se o povo não obedecesse os mandamentos do Senhor, ou seja, vivessem pecando, o Senhor permitiria vir sobre o povo enfermidades e pragas.

c)     Em Levítico 26.15,16, encontramos outro texto mostrando que o pecado traz enfermidades:

·         Novamente o Senhor mostra que a desobediência aos seus mandamentos traria enfermidade sobre o povo de Israel.

d)      Ainda encontramos em II Cr 21.12-15 mais uma referência:

·         Segundo esse texto o Senhor feriu o rei com uma enfermidade grave, porque o mesmo havia pecado, com idolatrias e assassinatos.

II – EXISTEM ENFERMIDADES QUE SÃO DE ORIGEM MALIGNA

A.    Há enfermidades provenientes de origem maligna, ou seja, o próprio maligno envia um espírito de enfermidade sobre o indivíduo. Na maioria das vezes, este tipo de enfermidade está relacionada com a prática de algum pecado. Vejamos o que diz:

a)     Em Lucas 13.10-17 está escrito:

·         Atente bem para o texto quando diz: “espírito de enfermidade”, e ainda para as palavras de Jesus ao confirmar dizendo: “a qual há dezoito anos Satanás tinha presa”.

III – HÁ ENFERMIDADES QUE SÃO RESULTADOS DE PROVAÇÕES

A.    As enfermidades podem vir diretamente por permissão de Deus, quando Ele quer provar os seus servos. A prova clara para o que estamos dizendo é o caso do patriarca Jó, que foi acometido por enfermidades permitidas diretamente de Deus.

a)     Jó não havia cometido pecado, segundo conferimos nos textos de Jó 1.1 e 2.3:

·         Veja que os dois textos mostram que Jó era um homem íntegro, reto e temente a Deus.

b)    Mas, Jó foi acometido de uma grave enfermidade, ficando cheio de tumores malignos, segundo encontramos em Jó 2.4-7:

·         O texto é bem claro: Deus permitiu que Satanás colocasse enfermidades sobre Jó, somente não podia tirar-lhe a vida.
·         Isto nos permite entender que não adiantava Jó repreender Satanás ou tentar expulsar qualquer espírito de enfermidade, porque Deus havia permitido, Ele estava provando a fidelidade de Jó.

c)     Jó somente ficou curado quando Deus quis. É o que está em Jó 42.10, 16 e 17

IV – HÁ ENFERMIDADES QUE ATINGEM OS CRENTES POR PARTICIPAREM DA CEIA D SENHOR INDIGNAMENTE

A.    Muitas vezes as enfermidades vêm sobre a vida daqueles que participam da ceia do Senhor de forma indigna, ou seja, com a vida em pecado. Vejamos o que nos diz a Bíblia.

a)     Em I Coríntios 11.28-30, veja o que diz a Palavra do Senhor:

·         O texto diz que, por participar da ceia do Senhor sem um autoexame, muitos estavam doentes e outros já haviam morrido (v.30).

V – EXISTEM ENFERMIDADES QUE VÊM PARA QUE DEUS SEJA GLORIFICADO

A.    Outras enfermidades vêm simplesmente para que o Nome do Senhor seja glorificado após a cura. Não há pecado, nem é por provação, mas somente para a glória de Deus.

a)     Em João 11.1-4 encontramos um exemplo claro disse. Veja o texto:

·         Observemos que o Senhor Jesus deixou bem claro que a enfermidade de Lázaro era para que Deus fosse glorificado (v. 4).

b)    Outro texto que nos esclarece que há enfermidades que somente vêm para que Deus seja glorificado está em João 9.1-3 Vejamos:

·         Veja que Jesus declara bem, que, nem o cego pecou nem seus pais, mas ele estava cego para que nele fossem manifestadas as obras de Deus. Isso nos mostra que muitas enfermidades existem para que Deus seja glorificado.

VI – EXISTEM ENFERMIDADES QUE VÊM PARA A MORTE

A.    Muitas vezes as enfermidades vêm para a morte física. E aí não adianta orar, repreender, pois, todos têm que morrer um dia. Vejamos o seguinte texto e tiremos nossas conclusões:

a)     II Reis 13.14. Assim está escrito:

·         Veja que Eliseu era um homem de Deus com poder da parte do Senhor até para ressuscitar mortos. Mas, um dia adoeceu para morrer, e aí não ia adiantar orar ou decretar, pois a enfermidade era para a morte física.
·         Eliseu era um homem com tanta unção que, mesmo morto, jogaram em sua sepultura um homem que havia morrido, e o morto ao tocar nos ossos de Eliseu ressuscitou (II Rs 13.20,21).
·         Mas, Eliseu teve que morrer um dia, e contraiu uma enfermidade que o levou à morte.

CONCLUSÃO

A.    Pelo exposto neste estudo, ficamos cientes que antes de orarmos pelos enfermos é preciso compreender que as enfermidades vêm de origens diversas.
B.    Isso evitará que estejamos decretando ou dando ordens para Deus.