O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

3 de abril de 2012

Aprendendo Sobre o Jejum






APRENDENDO SOBRE JEJUM
Mateus 4.1-11

Pr. Gilson Soares dos Santos
INTRODUÇÃO

Jejum é uma prática comum no meio religioso, quase todas as religiões existentes, cristãs ou não, usam desta forma de sacrifício.
O que é realmente o jejum? Como jejuar? Qual o jejum apoiado pela Bíblia?
Precisamos compreender o que as Sagradas Escrituras ensinam sobre o jejum para que o nosso sacrifício não seja vão.

01 O que é o jejum?

É a abstinência parcial ou total de alimentos em certos dias. No sentido bíblico é abstinência de alimentos com o propósito de consagração e oração.

02 Existem tipos diferentes de jejum?

Sim. Existem dois tipos de jejum: o jejum parcial e o jejum total.

03 Como é o jejum parcial?

Nesse tipo de jejum, o crente abstém-se de alimentos sólidos, bebendo apenas água. Temos exemplo na Bíblia, vejamos:

a) O jejum de Jesus no deserto (Mt 4.1-11)
  • A Bíblia diz que no final Ele “teve fome”, não diz que teve sede.
  • Para uma pessoa que passa 40 dias e 40 noites sem comer e sem beber, a primeira coisa que procura é água, mas a Bíblia diz que Ele teve fome.
  • Isso nos leva a entender que o jejum praticado por Jesus no deserto era parcial, isto é, ele se absteve apenas de alimentos sólidos.
04 Como é o jejum total?

Nesse tipo de jejum o crente abstém-se de alimentos sólidos, alimentos líquidos e de água. Vejamos exemplo:
  • O jejum de Paulo (At 9.9)
  • O texto diz que ele passou 3 dias sem comer e beber.
  • O jejum de Éster (Et 4.16)
  • O texto diz que ela combinou para jejuar 3 dias sem comer e sem beber.
05 Qual o objetivo do jejum?

O jejum pode envolver vários propósitos. Vejamos alguns:
  • Pode ser somente para se consagrar (Mt 4.1,2);
  • Pode ser para pedir as bênçãos do Senhor (Ed 8.21-23; Et 4.16; II Sm 12.16-20);
  • Pode ser para demonstrar arrependimento por algum pecado grave cometido (Jn 3.5-10);
  • Pode ser para expulsar um demônio (Mt 17.18-21);
  • Pode ser por outras razões, desde que tenham base bíblica.
06 Que hora começa o jejum?

O jejum começa quando suas reservas alimentares se esgotam. Vejamos os seguintes exemplos:

a) O crente pode amanhecer o dia e propor no coração: “hoje vou jejuar até à tarde”. Então ele não toma o café da manhã, não almoça, vindo a alimentar-se à tarde ou no jantar (Ex.: Jz 20.26);

b) O crente pode amanhecer o dia e propor no coração: “hoje vou jejuar o dia todo”. Então ele não toma café, não almoça, não janta, vindo a alimentar-se somente no outro dia (Ex.: I Sm 7.6).

c) O crente pode propor no coração o seguinte: “hoje vou tomar o café da manhã, mas jejuarei a partir do meu almoço”. Então ele não almoça, não janta, vindo a alimentar-se somente no dia seguinte (Ex.: Dn 6.16-18);

d) O crente pode jejuar até por mais de um dia.

07 Podemos jejuar sem orar?

Não. O jejum sem oração é mera privação de alimentos. É dieta. O jejum e a oração estão ligados. Veja os seguintes textos bíblicos: (Ne 1.4; At 13.1-3; Sl 35.13; Mt 17.21; Lc 2.37; etc.)

08 O crente pode jejuar trabalhando?

Depende do trabalho que a pessoa está exercendo. Existem trabalhos que tiram a concentração e a oração. É aconselhável que não trabalhe enquanto estiver jejuando (Is 58.3).

09 O jejum pode ser perigoso?
Às vezes o jejum pode ser prejudicial. Analisemos o seguinte:

a) O jejum pode ser prejudicial quando é feito com o coração impuro;

b) O jejum pode ser prejudicial para a saúde quando a pessoa não é acostumada. É aconselhável que se comece aos poucos;

c) O jejum pode ser prejudicial, acarretando até problemas psicológicos, quando a pessoa extrapola seu limite físico;

d) Portanto, cuidado com exageros.

10 Quais outras considerações podem ser feitas sobre o jejum?

Vejamos:

a) O crente pode jejuar por si ou pelos outros (Et 4.16; II Sm 1.12);
b) Quando estiver jejuando, o crente não deve fazer propaganda e sair anunciando que está jejuando (Mt 6.16-18);

c) O jejum pode ser em grupo ou individual (em grupo At 13.1-3; individual Mt 4.1-2).

O jejum sempre foi uma prática comum entre os grandes servos do Senhor, pois sabiam que era uma forma de reabastecer-se, de renovar as forças para enfrentar as difíceis batalhas que tinham pela frente em seus ministérios e até mesmo na vida cotidiana.
Que possamos envolvermo-nos com o jejum. Mas sempre tendo como base as Sagradas Escrituras.