O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

18 de outubro de 2012

Aprendendo Sobre Oração


APRENDENDO SOBRE ORAÇÃO

Pr. Gilson Soares dos Santos

INTRODUÇÃO

A oração é de grande importância para a vida do cristão, por isso a Bíblia a enfatiza muito. Jesus deu prioridade à oração em sua vida terrena, recomendou que os discípulos orassem, deu o exemplo de uma vida de oração.

01 O QUE É ORAÇÃO?

Oração, na Bíblia, é falar com Deus.
A oração é descrita como “o ato de invocar o Senhor”.
    
02 EXISTE DIFERENÇA ENTRE ORAÇÃO E REZA?

Existe sim.

A - Oração é um diálogo que temos com Deus, sem um texto escrito ou decorado. “Ora + ação”, isto é, uma ação feita na hora. Orar vem do latim orare que em português ficou orar.

B - A reza é repetição de uma oração pronta, preparada, muitas vezes escrita num papel, não sai diretamente do coração. A palavra reza vem do latim recitare, ou seja, recitar. É quando você recita algo escrito ou decorado.

Embora, com o passar do tempo, oração e reza tenha ganhado a conotação de sinônimos em nossos dicionários, na prática sabemos que a reza envolve uma leitura de uma oração ou a recitação de uma oração. Enquanto a oração propriamente dita é uma conversa com Deus, sem decoreba, sem um texto escrito.

03 QUAL A FÓRMULA DA ORAÇÃO?

A oração deve ser feita da seguinte maneira:

A - Ao Pai, em nome de Jesus (Jo 15.16). Oramos a Deus Pai e no final dizemos: “em nome de Jesus. Amém!”.

B - Ao Filho (Jesus), em Seu próprio nome (Jo 14.14). Oramos a Jesus e no final dizemos: “em teu nome oramos. Amém!”.

04 QUAL A FORMA (POSIÇÃO) CORRETA PARA ORARMOS?

Todas as posições para a oração são corretas. A Bíblia mostra no Sl 51.17 que Deus não despreza um coração contrito.

Vejamos as posições que a Bíblia mostra para a oração:

A - Jesus quando orou pela ressurreição de Lázaro orou em pé (Jo 11.41-43);

B - A oração sacerdotal de Jesus em João 17 foi feita em pé;

C - Paulo deixa claro que orava, muitas vezes, ajoelhado (Ef 3.14);

D - Os discípulos quando receberam o batismo com o Espírito Santo estavam orando sentados (At 2.1,2);

E - Jesus orou prostrado em terra (Mt 26.39; Mc 14.35);

F - Elias orou com o rosto entre os joelhos (I Rs 18.42);

G - O salmista quando estava enfermo orou deitado (Sl 6.6; 41.4-10).

Porém, sempre que o crente puder orar de joelhos deve fazê-lo. Vejamos algumas considerações sobre a oração de joelhos ou prostrado:

A - É uma postura Bíblica

A1 - Paulo orou de joelhos (At 20.36; Ef 3.14)

A2 - Jesus orou de joelhos (Lc 22.40,41)

A3 - Pedro orou de joelhos (At 9.40)

A4 - Os discípulos oraram de joelhos (At 20.36; At 21.5)

B - Demonstra reverência e adoração

B1 - Os patriarcas sempre ajoelhavam-se diante do Senhor demonstrando reverência e adoração (Gn 17.1-3,17; Gn 18.1-3; 19.1)

B2 - Os seres celestiais para adorar ao Senhor prostraram-se (Ap 7.11)

B3 - O Salmista nos convoca a adorarmos ajoelhados (Sl 95.6)

Obs.: Até Satanás sabe que a atitude de ajoelhar-se (prostrado) é um sinal de adoração, por isso exigiu que Jesus se prostrasse para o adorar (Mt 4.9). Jesus resistiu (Mt 4.10).

05 DEUS DIZ SIM A TODAS AS ORAÇÕES?

Deus tem três maneiras de responder a oração:

A – Sim.

B – Não.

C - Espere um pouco

06 EXISTEM RAZÕES PARA DEUS NÃO RESPONDER A ORAÇÃO COM UM SIM?

Vejamos algumas razões para orações não respondidas:

A - Pedir mal (Tg 4.3);

B - Pecado no coração (Is 59.1,2);

C - Duvidar do poder de Deus (Tg 1.6,7);

D - Vãs repetições (Mt 6.7);

E - Fugir para não ouvir a Palavra de Deus, f - desobedecendo à Sua Palavra (Pv 28.9);

G - Vida conjugal desajustada (I Pe 3.7).

07 É VERDADE QUE EXISTEM TIPOS DIFERENTES DE ORAÇÃO?

É verdade. Vejamos alguns:

A - Oração de Confissão (Sl 51): quando o crente ora somente confessando seus erros e fraquezas a Deus;

B - Oração de Intercessão (Jo 17): quando o crente ora somente pelos outros e não pede por si;

C - Oração de Gratidão (I Cr 17.16-27): quando o crente não pede nada, somente agradece a Deus, louvando o Seu nome;

D - Oração de Petição (Mt 26.42): quando o crente ora ao Senhor pedindo por si e suplicando suas bênçãos.

08 HÁ MUITAS PESSOAS QUE ORAM, DECRETAM, ORDENAM PARA QUE DEUS OS ATENDA. ISSO É CORRETO?

Está errado. Devemos orar, expressar nosso desejo, mas dizer a Deus que seja feita a vontade dele. Vejamos:

A - A vontade de Deus é soberana (Is 46.10,11);

B - Jesus orou em submissão à vontade de Deus (Mt 6.10; 26.42);

C - Os apóstolos foram submissos à vontade de Deus (At 21.14);

D - A Bíblia chama insensatez agir sem entender a vontade de Deus (Ef 5.17);

E - Só receberemos as bênçãos segundo a vontade do Senhor (I Jo 5.14,15).

09 É CERTO FAZER “CORRENTE DE ORAÇÃO”?

Na Bíblia não encontramos esse tipo de expressão. Há pessoas que dizem: “Vamos fazer uma corrente de oração por libertação”. Ora, corrente é para aprisionar e não para libertar.

10 É VERDADE QUE O ESPÍRITO SANTO ORA CONOSCO E POR NÓS?

Sim. Vejamos  Rm 8.26,27.

11 QUAIS OUTRAS CONSIDERAÇÕES PRECISAMOS LEVAR EM CONTA AO ORARMOS?

Vejamos:

A - Nunca ore pelos mortos. A Bíblia mostra que já não há mais nada a fazer por aqueles que partiram.

B - Oração é conversar com Deus, por isso, nunca converse com demônios numa oração, nem com outros seres. Converse apenas com o Senhor.

C – Não ore para se exibir (Mt 6.5)

D – Aprenda a orar sozinho em casa, não somente coletivamente (Mt 6.6)

E - Toda oração deve incluir ação de graças (Fp 4.6; Cl 4.2).


CONCLUSÃO

“A oração toca o mundo. A oração desconhece limites geográficos, barreiras étnicas ou culturais. Um crente de joelhos pode influenciar o mundo inteiro. Na sua soberania Deus estabeleceu agir na história em resposta às orações do seu povo.”
Muita coisa precisa ser dita sobre oração, Precisamos aprender muitas coisas sobre oração. A Bíblia nos ensina tudo sobre oração.