O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

29 de maio de 2012

Como se Faz um Santo no Catolicismo e no Protestantismo?


COMO SE FAZ UM SANTO NO CATOLICISMO E NO PROTESTANTISMO?

Rev. Gilson Soares dos Santos

PERGUNTA


Para que alguém se torne santo na igreja católica precisa ser canonizado. Não sei como é o processo, mas sei que no catolicismo nem todo mundo é santo. Gostaria de saber como uma pessoa se torna santo no protestantismo?

RESPOSTA

Muito boa a sua pergunta. Vamos então entender como se faz um santo no catolicismo e como se faz um santo no protestantismo.


PRIMEIRO: Como se faz um santo no catolicismo?

Todos sabemos que alguém só é reconhecido como santo dentro do catolicismo se for canonizado.

Canonizar é o ato pelo qual a igreja declara em estado de santidade o já falecido fiel católico.  Em outras palavras é o ato pelo qual a igreja católica declara se alguém pode ser considerado santo e ser adorado (ou venerado, como querem os católicos). Após esta declaração do papa, ele pode ser objeto de adoração ou, como dizem, de veneração dos fiéis.

O sistema moderno de canonização foi organizado por Sisto V que o confiou à Congregação dos Ritos, órgão da cúria romana.

Para que alguém, já falecido, seja canonizado, isto é, torne-se santo, isto demanda tempo, política e muito dinheiro. Vejamos os passos para que alguém seja canonizado:

1 – A etapa inicial de investigação é conduzida pelo bispo local, que nomeia um postulador da causa, espécie de advogado de defesa (para defender as causas dos santos brasileiros aqui no Brasil esse trabalho ficou por conta da freira Célia Cadorin), e um promotor da fé – o famoso "advogado do diabo" – que irá vasculhar a vida do santo, tentando achar algum erro, tanto em questões morais ou doutrinárias.

2 – Reunido o material e comprovada a fama de santidade do indicado, os autos são encaminhados a Roma.

3 – Cabe ao papa proclamar solenemente o novo "beato".

4 – No processo, são exigidas provas da realização de pelo menos dois milagres.

5 – Além disso, são gastos milhares de dólares durante todo o processo. Por exemplo, a canonização de Madre Paulina chegou a consumir cerca de 100 mil dólares (Veja, 06/03/2002).

6 – O Lobby organizado pela arquidiocese de São Paulo em prol da beatificação de Frei Galvão custou a bagatela de 95.000 reais.

7 – Finalmente, cumpridas todas as etapas do processo, o papa invoca publicamente a ajuda divina e a canonização é celebrada com toda pompa, na basílica de São Pedro.

8 – Posteriormente, é marcado um dia para celebrar a memória do santo.




SEGUNDO: Como se faz um santo no protestantismo?

As igrejas protestantes não tornam ninguém santo. A Bíblia deixa bem claro que todos os salvos são santos, estejam mortos ou vivos.

1 – Deus exige que todo aquele que lhe pertence se santifique, isto é, seja santo.

44 Porque eu sou o Senhor vosso Deus; portanto santificai-vos, e sede santos, porque eu sou santo; e não vos contaminareis com nenhum animal rasteiro que se move sobre a terra. 45 porque eu sou o Senhor, que vos fiz subir da terra do Egito, para ser o vosso Deus, sereis pois santos, porque eu sou santo. (Levítico 11.44,45).

2 Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Sereis santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo.(Levítico 19.2)

15 mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento; 16 porquanto está escrito: Sereis santos, porque eu sou santo. (I Pedro 1.15,16)


2 – Santo, segundo a Bíblia, é todo aquele que é chamado e separado para Deus.

26 E sereis para mim santos; porque eu, o Senhor, sou santo, e vos separei dos povos, para serdes meus. (Levítico 20.26)

7 a todos os que estais em Roma, amados de Deus, chamados para serdes santos: Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. (Romanos 1.7)

2 à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para serem santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso.(I Coríntios 1.2)


3 – O apóstolo Paulo escrevendo para as igrejas se dirige a todos os crentes, chamando-os de santos.

15 Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão. (Romanos 16.15)

1 Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus: (Efésios 1.1)

1 Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, à igreja de Deus que está em Corinto, com todos os santos que estão em toda a Acaia: (II Coríntios 1.1)


4 – Uma pessoa não se torna santa depois que morre, ao contrário, os eleitos foram escolhidos antes da fundação do mundo para serem santos.

4 como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;

12 Revestí-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de coração compassivo, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade, (Colossenses 3.12)


Santo, no protestantismo, é todo o eleito, santificado em Cristo Jesus, que vive em novidade de vida. São também aqueles que hoje “dormem no Senhor”. A ideia de santidade na igreja protestante é bíblica. Nenhum homem pode transformar outro em santo, por meio de qualquer processo. A santificação é pessoal e somente acontece para os que estão em Cristo Jesus. É "A graciosa e contínua operação do Espírito Santo pela qual ele liberta o pecador justificado da corrupção do pecado, renova toda a sua natureza à imagem de Deus, e o capacita para praticar boas obras". No protestantismo, santificação é uma posição, ou seja, é o estado de estar separado por Deus, para Deus, de estar no reino de Deus, sendo sua possessão particular. Neste sentido, cada cristão é um santo. No protestantismo, santificação também é um processo, isto é, o cristão cresce cada vez mais em santidade na vida diária. No cristianismo protestante, somos santos (uma posição), mas vivemos um processo de santificação que é a luta em busca do crescimento na fé.