O Pr. Gilson Soares dos Santos é casado com a Missionária Selma Rodrigues, tendo três filhos: Micaelle, Álef e Michelle. É servo do Senhor Jesus Cristo, chamado com santa vocação. Bacharel em Teologia pelo STEC (Seminário Teológico Evangélico Congregacional), Campina Grande/PB; Graduado em Filosofia pela UEPB (Universidade Estadual da Paraíba); Pós-Graduando em Teologia Bíblica pelo CPAJ/Mackenzie (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper). Professor de Filosofia e Teologia Sistemática no STEC. Professor de Teologia Sistemática no STEMES, em Campina Grande - Paraíba. Pastor do Quadro de Ministros da Aliança das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil (AIECB). Pastoreou a Igreja Evangélica Congregacional de Cuité/PB, durante 15 anos (1993-2008). Atualmente é Pastor Titular da Igreja Evangélica Congregacional em Areia - Paraíba.

22 de julho de 2012

Na Música: Soli Deo Gloria


NA MÚSICA: SOLI DEO GLORIA

Rev. Gilson Soares dos Santos
    
       
Johann Sebastian Bach era um luterano, com um intenso comprometimento com o evangelho. A maioria de suas obras era assinada com um Soli Deo Gloria (somente a Deus seja a glória). Quando Bach estava compondo a paixão segundo São Mateus, que fala sobre a paixão de Cristo, sua comoção era tanta que o rosto ficou regado por lágrimas.
      
George Frideric Handel, outro luterano, quando compôs o seu famoso Messias teve uma experiência tão grande que soluçava de emoção.
     
Toda música deve ser dirigida para o louvor a Deus. Toda composição somente tem sentido se exaltar a Deus.
     
Porém, para que Deus seja glorificado nas músicas, é preciso que elas tenham base nas Sagradas Escrituras. O que tem acontecido muito pouco nas composições atuais, pois o objetivo não tem sido a edificação, mas as vendas.
    
Amo música, amo cantar, toco instrumentos musicais desde os treze anos de idade. Porém quando pego meu violão para cantar alguma música, fico procurando nas canções atuais e encontro poucas que consigo cantar com segurança. É lamentável que nossos compositores orem pouco antes de uma composição. É triste ver que nossas canções são feitas por pessoas que não entendem nada de Bíblia.
     
Talvez alguém queira alegar que algumas músicas têm conteúdo poético, por isso estão cheias de figuras de linguagem. No entanto, uma música pode ser poética, apresentar figuras de linguagem, sem ir de encontro à teologia bíblica.
     
Creio que nossos compositores precisam estudar mais a Bíblia, freqüentar mais a Escola Dominical, os cultos de doutrina, orar mais antes de qualquer composição.
     
Música para a glória de Deus deve ter base na sua Palavra.

Na música, Soli Deo Gloria!